jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2022

Análise de Caso: Pétala Barreiros e Marcos Araújo

Vitória El Murr, Advogado
Publicado por Vitória El Murr
há 2 anos

   A polêmica envolvendo Marcos Araújo, o presidente da AudioMix e dono do Festival VillaMix, a ex-mulher Pétala Barreiros e a apresentadora Livia Andrade tem sido a história mais comentada das últimas semanas, e está apenas começando. Uma exposição feita pela influenciadora digital Pétala tomou conta das redes sociais.

   Em maio de 2020 acabou o relacionamento entre Pétala e Marcos, após a modelo descobrir traições vindas do marido com diversas mulheres, dentre elas, a atual Livia Andrade. Mas, os sites de fofoca pipocaram quando, ao final do ano, Pétala utilizou suas redes sociais e tornou sua situação pública, expondo relatos de seu casamento com Marcos e a atual negligência do empresário com seus dois filhos.

   A jovem de 22 anos relatou abusos sofridos na relação, tanto físicos quanto psicológicos, além do descaso de Araújo com sua responsabilidade financeira e afetiva perante as crianças. Pétala contou que era proibida de poder estudar, trabalhar e até ter uma conta bancária em seu nome.

   A polêmica surgiu muito antes de se unirem. Ela e Marcos começaram a se relacionar quando Pétala tinha apenas 14 anos, e se separaram em 2016, reatando algum tempo depois. O casamento acabou novamente, por conta de traições e maus-tratos. O empresário chegaria a ter questionado a paternidade do filho mais novo com Pétala, e até agora, após 2 meses de nascimento da criança, o empresário não viu o filho.

   Inclusive, quanto ao início precoce do relacionamento, à época dos fatos, Marcos foi processado por estupro. Ainda, Pétala também o processou pelas agressões físicas que sofreu desde tenra idade.

   Pétala publicou em suas redes sociais prints de conversas em que Marcos ignora o filho mais velho, vídeos de Marcos com milhares de mulheres nuas em sua casa (com Pétala no mesmo ambiente), fotos do empresário se relacionando com outras mulheres. Em contrapartida, o presidente da AudioMix publicou todos os comprovantes de pagamento de pensão alimentícia realizados por ele, frisa-se, em nome de Eunice Maria Barreiros, mãe de Pétala, pois na primeira separação do casal em 2016, Pétala tinha somente 15 anos, e não possuía conta bancária.

   Em um livro lançado esse ano, Barreiros conta em detalhes os abusos do relacionamento. Nos últimos dias do ano, um print de Pétala vazou na internet, em que a jovem apontava que Lívia Andrade estaria em sua casa com Marcos. A partir daí a discussão começou. Após Barreiros expor em seus stories vídeos, fotos, prints e imagens acusando Marcos pela situação e abandono com os filhos, o empresário também tratou de compartilhar uma série de comprovantes em seu Instagram alegando arcar com suas responsabilidades paternas.

   E não demorou muito para que Lívia se pronunciasse também. A apresentadora gravou uma série de stories negando ter sido amante em qualquer situação e expôs a vida de Pétala. Citou passado, assalto a joalheria feito pelo pai da garota, comentou que Pétala teria se envolvido com Marcos enquanto ele ainda era casado com outra mulher. “Ela sim foi amante, separou, depois voltou, e agora está me envolvendo nessa história".

   A jovem então comoveu as redes ao compartilhar áudios dos filhos pedindo para que o pai fosse visitá-los. Pétala também postou um vídeo em que aparece chorando após ser agredida e mordida por Marcos.

Resposta vai e vem...e processos também.

   Lívia Andrade entrou com um processo de difamação contra Pétala, enquanto a jovem pediu medida protetiva contra Marcos. Lívia compartilhou uma nota de repúdio em que alega estar solteira e não compactuar com qualquer tipo de ataque a figura de uma mulher, porém também não aceita seu nome ser envolvido em acusações irreais.

   A famosa foi duramente criticada na internet, já que o público alegou que a atriz não teve empatia e sororidade com Pétala Barreiros, acusando a jovem de ter sido má intencionada quando tinha apenas 14 anos e ficando ao lado do empresário.

   Dá até para catalogar os artigos e matérias de direito que esse enredo se encaixa:

Em Direito de família: união estável, separação, pensão alimentícia, abandono afetivo e material, guarda e convivência, alimentos gravídicos (Pétala ingressou com ação contra Marcos em julho de 2020 nesse sentido).

Já no Direito penal: Lei Maria da Penha (agressão física, moral, psicológica, patrimonial, sexual), estupro, difamação, ameaça.

Direito Civil foi mais" leve ": danos materiais, danos morais.

Ufa. Chega, né? Agora nos resta acompanhar e aguardar os próximos capítulos (que convenhamos, é melhor que não existam...).


Referências:

https://observatoriodosfamosos.uol.com.br/colunas/erlan-bastos/entendaaconfusao-do-dono-do-villamix-petala-barreiroselivia-andrade

https://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/entendaapolemica-de-livia-andrade-petala-barreirosemarcos-araujo/2021/01/07-393442.html

Informações relacionadas

Alisson B Marangoni, Advogado
Modeloshá 2 anos

Petição inicial. dano moral por difamação e/ou injúria

Documentos diversos - TJSP - Ação Ameaça - Inquérito Policial

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação: APL XXXXX-74.2017.8.16.0014 Londrina XXXXX-74.2017.8.16.0014 (Acórdão)

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 9 anos

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação: APL XXXXX PR XXXXX-7 (Acórdão)

Petição Inicial - TJSP - Ação Executiva - Execução de Título Extrajudicial

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)